sábado, junho 16

Do repouso, da eloquência e da sabedoria




Parar por parar... que seja num Parador, escreve o autor do Je Maintiendrai. Eu fico consolada e paro sempre que leio uma boa prosa quer seja sobre o alcandorado Parador de Jaén, o Parador de Granada ou sobre as belezas pacificadoras do repouso em Alhambra:
"O Confrade Jansenista exorta-me à modéstia na hospedaria espanhola, deitando à valeta das vaidades os muito cá de casa (eram, eram...) Paradores de León, Oropesa ou o dos Reyes Católicos (onde bem, aliás, se aconchega o bordão e a vieira do peregrino, antes de partir para as outras vieiras, as do gastrónomo filogalego). E dá-me como exemplo (e bem escolhido) de humilladero jansénico, o Parador de Jarandilla de la Vera, melhor chamado "de Carlos V", pelo que bem relembra de associação ao fantasma do "Imperador de Yuste, meditando sobre o destino pírrico da «grandeza», sobre as ilusões do «mundo»...". Não vá sem resposta em matéria de ascetismo de maravilha: esqueça as plumas fanées do Gran Carlo, recorde o último dos Nazries, aconchegue o albornoz, suspire como o moiro despojado e acomode-se com um bom livro na pequenina jóia que é o Parador de S. Francisco, dentro da própria cerca do Allambra."
É por aqui que gosto de andar, longe da triste mesquinhez que medra por todo o lado, das prebendas que florescem da ignorância e das amibas que se ajeitam sem pudor. É também por aqui que se separam as águas.

6 Comments:

Blogger O Jansenista said...

Obrigado pela referência, Miss. Estive para escrever um 3º post lembrando a Je Maintiendrai que, fugindo para o Alhambra, afinal não fugia ainda de Carlos V, visto que foi lá que o Imperador passou a lua-de-mel, com a belíssima e portuguesíssima Dona Isabel. Mas ele sabe isso de certeza, fica aqui consignado numa nota de agradecimento do post da Miss.

8:45 da tarde  
Blogger definitivo said...

Noto-lhe revolta, Miss Pearls.

De repente, vêm-me à memória Agostinho da Silva.

3:40 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

miss

após 100 anos vai fechar a Loja das Meias na Baixa.

La se vai õutra recordação de tantos e tantos que combinávamsp "encintarno-nos na esquina da Loja das Meias"

tudo acaba

T

3:28 da tarde  
Blogger Zé Ninguém said...

Miss Pearls

Deixei aqui ficar uma lembrança para uma saladinha:

http://absolutamenteninguem.blogspot.com/2007/06/absolutamente-ningum-um-blog-com.html

Ficam-lhe bem!

5:24 da tarde  
Blogger ariel said...

Pois olhe que é muito bem lembrado, Miss Pearls, além do mais não choveu por lá durante toda a semana como parece que choveu por aqui....
:)

10:42 da tarde  
Blogger Je maintiendrai said...

...E para remate aqui fica o meu agradecimento. Ao bordão peregrino juntei-lhe a corda do penitente por só agora vir aqui...

12:11 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker