sábado, abril 28

"Lost in translation"


Nesta coisa dos blogs é chato quando alguém se adianta a escrever um post semelhante ao que andámos a pensar. Foi o caso do Tiago MG do Incontinentes Verbais que chegou primeiro com o Foi carne ou foi peixe? : "As ementas dos restaurantes parecem ser feitas por copys de agencias de publicidade. Qualquer prato tem de ter uma explicação e nesta têm de constar sempre as palavras "cama de", "confitado" e "redução". (...) O problema é que quando, no dia seguinte, queremos explicar a alguém o que é que comemos em determinado restaurante só sabemos dizer se foi carne ou peixe, ou será que alguém já ouviu um amigo dizer que comeu: "Confit de cherne, em emulsão de pimenta, com alho caramelizado, sobre crosta de pepino, com crocante de coentros, espuma de mirtilos e gelatina de camarão aromatizada"?

Por coincidência, ligo o rádio e está um grupo de gastrónomos à conversa sobre prémios, restaurantes, novas tendências, criatividade e experimentação. Ainda tive oportunidade de ouvir o Duarte Calvão falar do fantástico restaurante catalão "El Bulli", de espumas, humor, gastronomia molecular(azeitonas esferificadas) e de um ano necessário para um lugar à mesa. Por curiosidade, consulto a ementa do Casino de Madrid e percebo tudo. Ou melhor, não percebo nada: "Foiegras con sorbete de litchis". Pois.

Mas não era sobre "caviar sferico de melon" ou "brioche al vapor de mozzarella al perfume de rosas" que gostaria de escrever. A ideia é semelhante à do Tiago: as explicações que vêm a acompanhar os pratos. Com o Duarte ao nosso lado, a coisa fica mais fácil. O pior é entender o wiki- menu: verdadeiramente "lost in translation".
Mas a gourmandise fica para amanhã.

7 Comments:

Blogger O Jansenista said...

Voilà, muito bem! E esse Duarte Calvão é um entendido - quem diria, El Bulli!

10:30 da manhã  
Anonymous baducha said...

O titulo que Miss Pearls escolheu para este post não podia ser melhor.

Como entender o que se leu e como explicar a alguém o que se comeu...
Já parece Bob Harris quando tentava fazer publicidade ao whisky!

"Every one wants to be found"

10:09 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

O melhor Restaurante do mundo pela segunda vez. Reconheço-lhe, sem ironia, a Arte. Mas tem, quanto a mim, um defeito : comemo-la.

12:03 da manhã  
Blogger Pir said...

longe vão os tempos do: - É o prato do dia ó sachavoré!!

até já se faz sushi em casa...

1:12 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

E um belo prato de favas de uma das mil formas à portuguesa, como o Jacinto de A CIDADE E AS SERRAS?

Ou uma honesta posta de bacalhau assado na brasa? Sardinhas? Um belo roastbeef? Um zabaglioni bem aromatizado? Uma encharcada de ovos?
Um simples robalo do mar grelhado au point?
Confesso que a nouvelle cuisine me deixa fria...

5:07 da tarde  
Blogger MissPearls said...

Cara anónima:
Nem posta de bacalhau nem sardinhas :( Passo.

Agora um lugarzinho à mesa do El Bulli... o que eu gostava. Ou em qualquer um dos outros das 3 estrelas Michelin.
Ou mesmo no Eleven.
Tb por isso gostava de ser rica :)

7:56 da tarde  
Blogger Tiago Machado da Graça said...

Isabel, bem sei do que fala quanto a alguém se adiantar e postar alguma coisa que temos andado a pensar, é que há semanas e semanas que não consigo postar Youtubes e tenho sido "ultrapassado" quase diariamente.

9:25 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker