terça-feira, março 20

Amanhã

Dia Mundial da Poesia na Casa Fernando Pessoa




Programa aqui.

4 Comments:

Blogger definitivo said...

"Dizem que finjo ou minto
Tudo o que escrevo. Não.
Eu simplesmente sinto
Com a imaginação.
Não uso o coração.

Tudo o que sonho ou passo,
O que me falha ou finda,
É como que um terraço
Sobre outra coisa ainda.
Essa coisa é que é linda.

Por isso escrevo em meio
Do que não está ao pé,
Livre do meu enleio,
Sério do que não é.
Sentir? Sinta quem lê!"

1:12 da manhã  
Blogger Once In a While said...

"(...)Sim, porque a orthographia também é gente.
A palavra é completa vista e ouvida.
E a gala da transliteração greco-romana veste-m'a do seu vero manto régio, pelo qual é senhora e rainha."

9:49 da manhã  
Blogger O Jansenista said...

Boa ocasião para avançar mais uns metros e comer uma fatiazinha de bolo... quem sabe, meditando em Alberto Caeiro, no irrealismo berkeleyiano em Pessoa, no epicurismo triste de Ricardo Reis, em Marinetti ou em Whitman (acho que o bolo de chocolate faz-nos superar todas as provas e provações).

9:58 da manhã  
Anonymous baducha said...

Não vou dizer durante porque parece mal e a etiqueta não deixa, mas não sei se antes ou depois de ouvir e sentir a poesia.
É um desassossego, não o Bernardo Soares, mas o bolo de chocolate...o melhor do mundo

3:11 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker