segunda-feira, dezembro 4

Fotografia do Natal na cidade do mundo onde menos gostei de estar: Hong Kong

15 Comments:

Blogger Frioleiras said...

Será que, há nossa escala, não estamos, de ano para ano, a caminhar para o mesmo...
Adorava o Natal e, de ano para ano, vai sendo um sacrifício, jantares após jantares , globalização completa de festas por tudo e por nada, consumo e mais consumo... as prendas tornam-se pesadêlo...
E... os chineses a trazerem milhões de coisas inúteis para cá...

11:33 da tarde  
Blogger MissPearls said...

Ah! Nada tenho contra os chineses. Ninguém nos obriga a comprar nada nas lojas deles, que bastante jeito me dão. Onde eu vivo só há uma e até é pequena mas tem-me dado muito jeito :)
Quanto a isso dos jantares, prendas etc. não acontece com todas as familias. A morte, as distâncias, as novas familias, vão , por vezes, afastando as pessoas.
Tudo depende da alegria que sentimos ou não.

11:39 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Sem querer tranformar o blogue das Pérolas num consultorio terapêutico, confesso que muitas coisas juntas me tiraram a alegria que sentia no Natal.
Acho que este ano me vou dedicar a fazer todas as coisas-cliché que a Quadra nos impõe, so para contrariar. Pode ser que assim o espirito-anti-natalicio choque de tal forma com o espirito natalicio que causem em conjunto uma fusão particular. Essa fusão sera geradora de energia anuladora e tudo passara depressinha, prontos para os bons raios de sol de Janeiro e de Fevereiro. Depois é so viver...

1:25 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Tanta luzinha que ilumina as sombras de um mundo denso e material.

O que será que foi feito da luz simples e suave que acolhe e ilumina os nossos corações?

7:47 da manhã  
Blogger manhã said...

Hong Kong é longe como tudo mas não foge ao luminário...haverá algum sítio onde não se comemore o natal?

10:02 da manhã  
Blogger manhã said...

olha o meu comentário não foi aceite!

10:03 da manhã  
Blogger ergela said...

Hong Kong parece-me um bom sitio para fazer compras,embora um pouco longe,um dia tenho que lá ir quanto mais não seja pelo exotismo incluindo na rota Macau.

:)Cumprimentos.

10:27 da manhã  
Blogger MissPearls said...

É longe, longíssimo! :)
Mas para o ano, se tudo correr bem, irei passar as minhs férias à Tailândia.
Só que o fascínio pelas comprass desapareceu ! :) A sério.

11:33 da manhã  
Anonymous Miguel S. said...

Confesso que ainda gosto de iluminações de Natal; às vezes, até mesmo das mais pirosas. Tem dias, o que querem que faça. Em relação a Hong Kong, não me desgosta de todo, o problema é quererem ser plurais e agradar a todos. Natal não rima como Hong Kong, mas já as luzinhas a piscar e os néons não ficam mal numa cidade que se constrói à imagem e semelhança de um enorme reclamo luminoso.

3:40 da tarde  
Blogger Baducha said...

Pois então aqui a euzinha gosta de Dezembro. Melhor: ADORO Dezembro!!
Claro que aquilo que dizem é verdade, mas acreditem ou não o meu Dezembro continua com aquele encanto...os sabores, os cheiros, as receitas de gerações...as tarefas entre todos, deste mães, pais, filhos netos, sobrinhos...toda aquela relação intergeracional que me encanta.
Sei que existem coisas que se podem preservar e tratar como 'animal extinto' e nisso meus caros a tradição continua aqui deste meu lado. Talvez tenha uma familia anacrónica.
Conheço Hong Kong, mas não em Dezembro.
Gostei da viagem que fiz a Macau, Hong Kong, Pequim, Xangai, e finalizei em Xian para ver o exercito de terracota.

4:26 da tarde  
Blogger aL said...

Ah! iluminações de Natal! :)

10:07 da tarde  
Blogger MissPearls said...

Al
Até aqui na minha rua há iluminações de Natal :)
Sorry.

Acho que as iluminações exigem um estado de espírito especial. Por isso falei nelas.

7:16 da tarde  
Blogger ariel said...

Já passei a fase do stress das compras de Natal. Agora é só o indispensável para a familia mais chegada. E a grande tristeza de não ter junto de mim, alguém muito querido. Quanto ao resto, é esperar que chegue Janeiro e que o Novo Ano nos traga esperança.

11:50 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

A sua afirmação deixou-me curiosa.
Porque é que não gostou das iluminações de Hong Kong? Porque são colocadas ao longo e nas imediações dos prédios e não nas ruas?
Se tivesse visto as que durante alguns anos fizeram em Macau...
Deprimentes!
Melhor fora que assumissem que só querem festejar o Ano Novo Chinês.
Agora, com a invasão dos casinos, estão a tentar melhorar um pouco.
Mas continuam deprimentes. Talvez ligeiramente menos miseráveis.
Pobre Largo do Leal Senado, com uns fios atravessados, nos quais são enroladas umas pindéricas fitas prateadas de árvore de natal.
Os bonecos de neve, expostos, o ano passado mais pareciam bonecos de lama.
A única mais valia era o fazerem-nos rir de tão ridículos.
Só visto!

9:24 da manhã  
Blogger MissPearls said...

FPG
Não gostei mesmo nada de Hong Kong e não morri de amores por Macau quando lá estive há cerca de 8 anos.
Imagino o mau gosto pindérico das decorações. Nem o dinheiro consegue comprar o bom gosto, não é?? :) E se calhar não é uma questão de bom gosto , mas simplesmente de "gosto". São culturas diferentes que pouco tem a ver com a ocidental. Tal como diz era melhjor que festejassem só o Ano Novo Chinês. Mas depois tb têm que fazer por ser "ocidentais"... Que confusão!!!
Por acaso tb me "deprime" essas decorações pindéricas. São tão tristes. Mais vale não fazer nada.

11:24 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker