terça-feira, novembro 14

Fim de tarde (12)

Não se lhe conhecia um namorado, uma paixão, um devaneio ou um desvario. Via-a sempre com a roupa entre o clássico e o antiquado. Os sapatos com o modelo de sempre, tacão médio e o cabelo com um corte que valha-nos Deus. Sempre que viajei no carro dela encontrava sempre os mesmos cds, o Eros Ramazzotti e o Alejandro Sanz, mas curiosamente nunca lhe detectei ponta de nostalgia romântica. Como mulher de hábitos, acostumei-me a vê-la comer uma fatia de tarte de maçã com duas bolas de gelado e um chá com dois pacotes de açucar. Sempre achei aquilo um exagero, mas ela ia sorrindo à medida que ia saboreando e também por isso a admirava.
Porém, naquela tarde, achei-a diferente. Não sei se seria pelo camiseiro um nadinha mais desapertado se pelo olhar. A verdade é que estava diferente. Quando pediu unicamente uma tarte sem gelado nem scones achei curioso, mas quando não colocou sequer um grão de açucar no chá, pensei que ali havia caso.
Tocou o telefone e não pude deixar de ficar atenta. Atendeu e pelo olhar e pelo sorriso, percebia-se que não se tratava das habituais chamadas da mãe ou da irmãs. Ia balbuciando umas palavras curtas, mais trejeitos que sons. Fingindo-me desinteressada, prestei atenção às despedidas, que sempre achei matéria interessante: "Ás oito horas está óptimo. Na tua casa ou na minha?"

Goethe Garten- Weimar

6 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Esse amor faz milagres. Não garante nada. Nem a felicidade, tão justamente ambicionada.

Talvez, um camiseiro um nadinha mais desapertado.

Excelente escrita. Muito bom.

Abraço

8:57 da tarde  
Blogger ergela said...

Cara Miss

Muito bom texto.Para aqueles que noutros blogs a acusam injustamente de não saber escrever aqui têm um bom exemplo.Penso que aqui é o exemplo acabado do "jogo da sedução" que algumas mulheres são especialistas.
Nota:espero que não tenha ficado chateada por aquela "correcção"minha num post mais abaixo.

Cumprimentos

2:02 da tarde  
Blogger MissPearls said...

"Para aqueles que noutros blogs a acusam injustamente de não saber escrever aqui têm um bom exemplo."

Ah! Mas eu tb acho que não "sei escrever". Escrevo umas coisas, o que é bem diferente. O Pedro Mexia,o Filipe Nunes Vicente, o Eduardo Pitta, o João Gonçalves, o João Pereira Coutinho, só para dar alguns exemplos, esses sim que sabem escrever. Eu só faço que escrevo. E sabe que mais?
Vivo muito bem com isso !
:)

Chateada consigo??? Essa agora!

António:
"Talvez, um camiseiro um nadinha mais desapertado"
Bem visto.Mas há mulheres por aí com um "sucesso" interminável :)

2:33 da tarde  
Blogger ergela said...

Cara Miss

Ah!Então os anónimos,não são tanto assim,já percebo!!

Obrigada.Cumprimentos

2:43 da tarde  
Anonymous Anónimo assumido said...

Miss,
Gostei mais da primeira versão.

Bom fds

10:49 da manhã  
Anonymous Elle said...

Que belo texto.
Fiquei maravilhada!!
Elle

10:11 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker