sexta-feira, julho 11


Funicular dos Guindais (Porto) e elevador da Bica (Lisboa)

4 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Uma pena que a encosta que o elevador dos Guindais percorre, seja uma gigantesca montra de ruína. Como são, desgraçadamente, em quase toda a sua extensão as margens do Douro, entre o Porto e Gaia.

O que pensarão os turistas que percorrem aquele trecho do rio, nos passeios fluviais que por lá se fazem... A Natureza é generosa, por ali, na sua beleza. Mas não consegue disfarçar a miséria, a incúria, o crime impune dos homens.

Costa

12:35 da manhã  
Blogger MissPearls said...

Caro Costa
Sabe uma coisa? Também eu viajei no funicular enquanto turista, e o que vi à minha frente foi uma paisagem magnífica. Era um momento feliz e não quis ver mais nada.
Mas concordo com tudo o que diz. Aqui em Lisboa, a paisagem não é mais animadora, infelizmente.
Também já vim da Régua de barco e tudo o que vi foi encantador, mas lá está, também foram outros momentos mágicos :)

11:38 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Tardia, a minha tréplica, cara senhora.

Em qualquer caso, aqui fica: triste mesmo, é o Porto, Lisboa, o Douro ficarem em Portugal. É, em suma, Portugal ficar em Portugal.

É que fora de um "momento mágico" - e esses, por definição, diria, tendem a ser a excepção que permite qualificá-los como tal - tudo isto, o país, a paisagem, o ambiente, é desgraçadamente deprimente, na forma como é escabrosamente maltratado.

É o nosso "progresso", enfim.
Costa

1:56 da manhã  
Blogger Carlos Barbosa de Oliveira said...

Sem qualquer hesitação, voto no levador dos Guindais. E não é pela infância tripeira, é mesmo porque não vejo comparação entre os dois.

7:58 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker