segunda-feira, março 26

O correr do tempo nesta villa operária

Olá a todos,
Aqui estou de novo e, em bom rigor, não estive doente, graças a Deus. Foram as maleitas da idade, novos compromissos, mas principalmente uma enorme preguiça. Uma calaceira confessa ou uma blogger de meia de idade à procura de um novo tom de escrita, com posts pelo joelho e com menos vontade de pechisbeque de cores garridas, seja lá o que isso for.  
A verdade é que muita água passou por debaixo destes posts, de janelas abertas a ventos suaves  e a enxurradas capazes de destruir eco sistemas frágeis como o ser humano. Mas a tudo se vai sobrevivendo; é deixar a janela entreaberta a ventos mansos e tépidos, que talvez a vida nos possa levar para green pastures and quiet waters.
Hão-de vir mais ventos fortes, marés violentas e mil tormentas, mas também temporadas de bonança e corações que nos apaziguam. Haja saúde, que o importante é voltar.

5 Comments:

Blogger FBA said...

O pessoal do Norte da Ericeira rejubila!

11:27 da tarde  
Blogger M Isabel G said...

Estou-me a guardar par NY em breve. canervinhos! tão pouco tempo e tanto para ver.:)

11:39 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Finalmente! Com ou sem pechisbeque, voltar a ler-te refresca a alma.
Mike

12:59 da manhã  
Anonymous Desconhecido Alfacinha said...

Estimada Vizinha,

Welcome Back!

(Já tinha dito ao Pedro Correia que estava a ficar preocupado)

Respeitosos cumprimentos a todos em casa,

8:50 da manhã  
Blogger D.Generosa said...

já era tempo...tinha saudades.:))))

9:12 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker