terça-feira, agosto 30

Ar e vento


Não sei de onde me vem esta repelência por balões nem o motivo porque nunca gostei de tal coisa. A verdade é que se dantes não gostava, com estes agora enchidos a hélio, ainda gosto menos; são medonhos, umas caras feias a esvoaçar, dentuças arregaladas, bonecos disformes; não sei como a criançada não desata num pranto assim que os vê.
Longe vão os tempos em que se soprava, soprava, era preciso muito fôlego para tão pouca duração: por vezes era mesmo uma questão de segundos e zás, rebentavam na cara. No dia seguinte estavam mirradinhos e sem graça, mas tinham tido o seu efeito, que não há festinha sem balões de muitas cores. Mas estes de agora, estes sempre em pé que se vendem por tudo o que é feira (e caros), não têm vida de festa; animam os pequerruchos em vez do algodão doce ou do geladinho e são servidos à la carte: um boneco-dentuças para a menina, um carro-dentuças para o menino e estão caladinhos.
Que graça têm se não se podem rebentar junto ao ouvido da menina? (ai que susto e uma gargalhada) Que efeito tem uma largada de balões pokémons e hello kitty?
Mas hoje posso escolher: larguem cinquenta balões só para mim.

5 Comments:

Blogger Paulo Ferrero said...

Já lancei o meu!! Não o vês? Ora, é aquele Zeppelin lá bem alto ... OK, computer says no;-) Parabéns!

9:12 da manhã  
Blogger M Isabel G said...

Look into my eyes. Look into my eyes:)
:)

9:42 da manhã  
Blogger Cláudia [ACV] said...

Parabéns, menina Isabel, em dia de tão redondo número! Mas espera, que votos de felicidades seguirão em mais apropriado meio :)

2:02 da tarde  
Blogger GJ said...

Muitos parabéns, Amiga Isabel.:)

4:55 da tarde  
Blogger M Isabel G said...

queridas Lina e Cláudia:
Muito muito obrigada
são uns amores.
Um beijinho

5:18 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker