quinta-feira, dezembro 10

Concurso

Afinal a tradição ainda é o que era e o Luis Novaes Tito, entre a política e os lugares onde foi feliz, lançou de novo o concurso menos competitivo de que tenho memória: o concurso de presépios de Natal, este ano com a representação do burro.
Confesso que ainda hesitei entre um jerico em prata portuguesa e este, da mais pura porcelana do chinês da Ajuda. Optei por este último, um lindo exemplar de olhar nostálgico e de orelha murcha um pouco rachada. Como boa conservadora, dou valor à patine do tempo e à memória das formas.
Espero que desta vez, isso dos prémios fantásticos seja uma realidade, pois há quatro anos que ganho um glorioso 1º lugar ex aequo com os restantes concorrentes, e nunca vi prémio nenhum, que me desculpe o Luis pela observação.

5 Comments:

Blogger Luis Novaes Tito said...

É um exemplar de respeito, reconheço.
Como a Isabel diz, ando por aqui e por ali, faço alguma (pouca) política e preguiço pelos já fui feliz aqui que dão um jeitão nestas coisas da blogos.
Prémios, todos teremos, e os seus ser-lhe-ão entregues em tempo.
Se virmos bem, mesmo para o prémio divino é necessário uma vida inteira.
Para já boas-festas e o agradecimento de sempre pela sua participação.

2:44 da manhã  
Blogger M Isabel G said...

Tenho muito gosto em concorrer, como sabe.
Eu é que agradeço a sua amabilidade de sempre.
Boas Festas para si e para os seus.

M Isabel

8:29 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Votamos cá em casa no burrico que olhar doce e talvez com uma orelhinha deitada a baixo

T, J e Z

11:47 da tarde  
Blogger mdsol said...

Parabéns da concorrência.

:)))

9:02 da tarde  
Blogger M Isabel G said...

Obrigad mdsol:) vou lá ver|

9:05 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker