quinta-feira, novembro 23

Sobre a blogoesfera

[...]A blogosfera tende a ocupar o espaço da crítica, da crónica e da opinião que outrora pertenceu aos jornais. O virtual é o meio ideal para estas formas, mas também para géneros literários, o conto por exemplo, mas sobretudo a poesia, pois os poetas não conseguem publicar em livro e procuram outras formas de expressão. (No romance, já tenho as minhas dúvidas, mas talvez seja possível). A blogosfera possui complexidade maior do que aquela que possuía quando comecei, há um ano. Existe, sem dúvida, muito ego (quem não gostaria de ser nomeado para a lista de geração rasca?), mas há algo de novo que mudou os media tradicionais, criando um mundo virtual onde tudo se discute e onde há poucas regras. Temos criatividade, ideias e opiniões, no meio do ruído e da espuma. Apesar das tribos, dos ataques anónimos, este povo sem lugar é um grande bem para a cultura e identidade, para a liberdade de expressão e, em consequência, para a nossa frágil democracia.
"O quinto poder" - Luis Nave no Corta-Fitas. Agradeço ao Luis, a quem reconheço seriedade e talento.

1 Comments:

Blogger Francis C. Afonso said...

"frágil democracia"? Essa já não pega. Daqui a 100 anos ainda vamos a andar a falar da "nossa frágil democracia". Assumamos a nossa maturidade sem complexos.
bjos

3:16 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker