quinta-feira, dezembro 11

Vida de teen

Anos mais tarde eu iria descobrir, da pior maneira, que a neve me provocava vertigens... Mas eram ou não umas férias que todas desejávamos ter? As brincadeiras na neve, a casa de madeira, os namoradinhos, a cumplicidade dos amigos, verdade ou consequência, Rolling Stones, longe dos pais, o vinho branco, a lareira, ai......... Curiosamente, nunca me imaginei loira. Vendo bem, até seria estranho: uma loura vinda lá por trás do sol posto.

4 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Afastando a questão do "campeonato" (eu suponho que então jogava, e ainda jogarei, no campeonato certo; mas por estes tempos tudo é posto militantemente em causa), eu na altura via e ouvia isto e tanto me fazia a morena ou outra qualquer. O que invejava era "tudo aquilo".

E tudo aquilo era ser jovem. Jovem e afluente: com jipes, neve, casas na neve, esqui na neve, jantares e serões na casa na neve, com amigas bonitas (pois claro) e sem papás que lhes impusessem o recolher obrigatório (evidentemente), sob o pretexto de que "pois, és maior; mas enquanto viveres em minha casa e à minha conta, quem manda sou eu!".

Hoje, só mesmo saudades.

Costa

10:25 da tarde  
Blogger O Jansenista said...

Plágio, plágio!
O original, insubstituível, imbatível, só aqui:
http://www.youtube.com/watch?v=2adhrVUZ5YU

Defenda os produtos portugueses, a luta continua!

2:10 da tarde  
Blogger M Isabel G said...

Nesta Noite Branca??????????????????
Aquilo é mauzinho....

2:24 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Mau, sem dúvida. Mas muito português - de acordo com aquilo para que temos vindo a ser atenta e metodicamente modelados -, há que o reconhecer.

Costa

3:44 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker