quinta-feira, outubro 23

Biblioteca Britânica dá voz a escritores anglófonos-Público de 23.10.2008

The Spoken Word: British Writers e The Spoken Word: American Writers, duas caixas de CD com muitas gravações inéditas de 30 escritores britânicos e de 27 norte-americanos, são lançadas hoje pela Biblioteca Nacional Britânica. Cada caixa tem três discos, e entre as gravações mais preciosas encontram-se os únicos registos sonoros que existem da escritora britânica Virginia Wolf; de Arthur Conan Doyle, onde o criador de Sherlock Holmes fala da importância do espiritismo e da telepatia; e também de Gertrude Stein, onde a americana explica como escreve. Fica agora também disponível o único registo que se conhece da voz de Raymond Chandler que está a ser entrevistado por Ian Fleming e parece estar encharcado em whisky. Os fãs de J.R.R. Tolkien irão com certeza ficar fascinados com o escritor a discutir se vai ser recordado depois da sua morte pela trilogia O Senhor dos Anéis ou se pela sua carreira académica. E os de Graham Greene surpreendidos a ouvi-lo contar que jogou à roleta russa quando era jovem. Joe Orton é entrevistado uma semana antes de ter sido assassinado pelo amante e ironicamente diz que carreira de um dramaturgo "é muito breve". O Prémio Nobel da literatura Harold Pinter conversa com o dramaturgo Kenneth Tynan. F Scott Fitzgerald lê um extracto de Otelo de Shakespeare, numa gravação datada de 1939. John Steinbeck fala sobre as origens do seu livro As Vinhas da Ira, numa gravação de 31 de Janeiro de 1952. Anthony Burgess é entrevistado na altura em que o polémico filme Laranja Mecânica de Stanley Kubrick baseado na sua obra homónima foi lançado. Arthur Miller revela aspectos do seu casamento com Marilyn Monroe, numa gravação de Abril de 1984. Cada caixa estará à venda por vinte libras e pode ser adquirida através do site da Biblioteca Britânica on-line. Mas, com os portes para Portugal, as duas caixas de CD ficam por cerca de 61 euros. Alguns excertos podem ser ouvidos on-line. Ouvir Arthur Conan Doyle talks about the creation of Sherlock Holmes, recorded on 14 May 1930 ou

1 Comments:

Blogger Margarida Pereira said...

Ia começar por reclamar porque 'estas coisas' não estão à mão de semear pelo torrão.
Mas estaquei.
Uma das emoções especiais é a raridade.
E, assim, tornam-se 'estas coisas' ainda mais apetecíveis, ainda mais estimáveis.
Mesmo só o facto de sabermos que existem já aquece um bocadinho o coração.

11:36 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker