segunda-feira, outubro 20

La Divina in Cucina

O que fazem no mesmo post uma fotografia da Maria Callas e um prato de moules? Em primeiro lugar, servem para matar saudades de uma mesa com pronúncia francesa e também para escrever sobre um livro magnífico, Divina in cucina – Il ricettario segreto di Maria Callas” onde se pode encontrar, entre sofisticadas refeições, uma fantástica e simples receita de mexilhão.
Para além da música, a cozinha era igualmente uma paixão da Diva e terá mesmo dito que cozinhar bem é como criar. Quem gosta de cozinha, também gosta de inventar.
Já agora, a receita divinal de moules que faz parte do ricettario segreto di Maria Calas, coisa simples, com as malditas échalotes que estão por todo o livro (cebolas na versão mini-mercado), vinho branco, tomilho e salsa. Não esquecer uma boa batata frita e um vinho com muito sotaque francês.
Para além de dezenas de receitas de conceituados chefes italianos e do próprio cozinheiro do iate “Cristina”, pode ler-se também a ementa do jantar onde encontrou Onassis pela primeira vez, no restaurante Danieli em Veneza, a 3 de Setembro de 1957: "consommé gelé en tasse, Flamingo shrimps, Chicken Soumaroff, strawberry soufflé".

fotog:Demeyere

5 Comments:

Blogger Pedro said...

Obrigado pela sugestão. É um must have!

10:51 da tarde  
Blogger Margarida Pereira said...

Este 'post' desperta sensações contraditórias...
O sorriso dela - que tão pouco sorriu na vida -, é uma alegria, e a capa do livro torna-se infinitamente mais feliz, só por isso.
A culinária exibe-se aqui como inspiração refinada e só apetece deitar mão ao livro… e desvairar com ingredientes e resultados.
Mas a menção ao homem que ela tanto amou e que tanto a fez sofrer, tem o efeito do frio num soufflé…
Não há échalotes que disfarcem as lágrimas que escorrem.
E não só por ela.

10:10 da manhã  
Blogger Grande Jóia said...

Minha querida Isabel, essa sua viagem por Paris refinou-lhe os sentidos de uma forma maravilhosa.
Faz-nos sempre bem ir a Paris, porque só nessa cidade é que tudo se faz com charme e elegância.
Bj

2:38 da tarde  
Anonymous mike said...

Deu-me uma fomeca requintada. Fomeca e requintada não me soaram nada bem... mas adiante... agora qualquer que seja o jantar que me espere, já não será a mesma coisa.

6:10 da tarde  
Blogger M Isabel G said...

O livri é encantador , Margarida.

Mike: Eu adoro mexilhões de todas a formas, mas essa receita é divinal


Obrigada Grande Joia :) Uma querida
Saudades

Pois é, Pedro. Um lindo objecto

1:14 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker