segunda-feira, outubro 2

Literatura underground

Esta semana viajei de metro com uma leitora da Fátima Lopes. Sentou-se à minha frente, abriu o livro na marca e não lhe tirou os olhos de cima até final da viagem. Já tenho viajado com leitores do Dan Brown, do Paulo Coelho, de espiritualidades, da TV 7 dias e de folhetos turísticos. Porém, a maior parte dos viajantes com quem reparto o espaço (inho) são, como eu, leitores do Destak ou do Metro. Também acontece com regularidade dividir fraternalmente a música (ou os batuques) com os jovens mais próximos e agora que terminou o sossego, partilhamos todos conversas variadas em telémoveis alheios. Mas voltemos às leituras. Há uns tempos atrás, uma senhora (sempre as mulheres) tira o livro do saco e logo uma dúzia de olhos lhe caem em cima da capa. Nada feito. O livro estava forrado com papel de embrulho. A senhora ia lendo e sorrindo. E o título que continuava um mistério. Talvez quando me levantasse para sair. Chego à estação, fecha o livros e sai também. Das duas uma: ou a senhora era muito zelosa com as suas coisas, ou zelosa da sua privacidade e achava que ninguém tinha nada que saber o que andava a ler. Uma chata. (Nota: O texto do Acossado sobre este post)

10 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Às tantas era um dos novos Corin Tellados:))

12:52 da tarde  
Blogger ana said...

se calhar era um livro emprestado e a senhora era zelosa da propriedade alheia.

10:13 da tarde  
Blogger MissPearls said...

Who knows???
:)

12:30 da manhã  
Blogger cinderela-dos-pes-grandes said...

Hummm... revejo-me nessa cobertura de papel de embrulho... Faria exactamente o mesmo, ou forraria com a folha do meio de uma qualquer Xis!...
CUSCOS!...:P ;)

1:33 da manhã  
Blogger Mushroomdeluxe said...

Cara Miss Pearls,
Concordo inteiramente consigo. Não é decente (nem marketingamente inteligente) esconder dessa forma o livro que se traz no colo.
Se todos fossem adeptos desse pudor, desapareceria num ápice um dos melhores exercícios do transporte público.
Ainda por cima, tenho a certeza de que o papel de embrulho era hediondo!

2:12 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

só pode ser vergonha.
há pra'í muita gente a ler paulos coelhos e dan browns e que não diz...

12:07 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Eu embrulho os meus livros para não os estragar :)
Quem lê Dan Brown ou Paulo Coelho não está suficientemente consciente do que lê e não tem necessidade de o esconder.
De qualquer forma, é bom manter o mistério :B

12:22 da tarde  
Blogger totoia said...

Se calhar era o Kamasutra.

12:24 da tarde  
Blogger Telmo A. said...

Eu já os chamei de invejosos...

http://ar_fresco.blogspot.com/2004_12_01_ar_fresco_archive.html

10:44 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

só me interesso pelo que as moçinhas leem no metro, que ,infelizmente, é geralmente um lugar de leitores de paulo coelho e outros tipos de auto ajuda. mas com certeza, uma capa com embrulho atiçaria minha curiosidade.

8:36 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker