quinta-feira, setembro 7

Geração (não) vinil

Via O Insurgente Grave os seus melhores momentos. Até os maiores começaram assim. Quem sabe o que o futuro lhe reserva? Fama? Dinheiro? Um contrato na rádio e na tv? Uma beijoca da Charlize Theron? Um programa com o Bill Murray? Um jantar com o Orlando Bloom? Um Fórum TSF ou um "Clube dos Jornalistas" só para si? Não negue à partida uma ciência que não conhece.

5 Comments:

Blogger O Jansenista said...

Obrigado pela dica! Lá no Ashram já estamos todos a afinar a voz!

8:59 da manhã  
Blogger Paulo Cunha Porto said...

A Melhor música do Mundo! Quero dançar muito ao som dela.
Beijinho.

12:35 da tarde  
Blogger Rui Carmo said...

Eu toco ferrinhos...Dará para ser beijado na bochecha pela Charlize?

7:04 da tarde  
Blogger MissPearls said...

Rui,
É melhor dar-lhe uma palavrinha, ou assim. Ñão me parece muito entusiasmente :)

12:37 da tarde  
Blogger Rui Carmo said...

Tem a sua arte, tocar os ferrinhos. Não são todas as mãos que têm a "ciência" necessária. Isto é uma coisa de família. Um tio-avô também tocava ferrinhos com grande entusiasmo. Pela tradição, penso que já ganhei a beijoca da Charlize.

7:09 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker