sexta-feira, dezembro 26

Natal: the day after

Duvido que não haja quem nunca se tenha sentido desolado por ter recebido um cd sem funcionar, um brinquedo sem pilhas, livros repetidos ou uma camisa onde não cabia. Acabo de ver uma reportagem na televisão sobre as trocas de prendas after Christmas e recordei o que escrevi há dois anos, provavelmente desolada com alguma boa vontade a precisar de substituição, a que chamei-lhe "Natal : a sequela". Tão certo como eu estar aqui que esta cena se vai repetir este ano seja a 27 ou a 28 ou quando o homem tiver paciência. Uma aposta? Depois contem-nos. Como seria de esperar, supermercado vazio. Quase ninguém? Wrong. No balcão "Trocas e Devoluções", proprietários de objectos inúteis esperavam pacientemente a sua vez com os talões na mão, desejosos de se verem livres de montanhas daqueles trastes que tanto "apreciaram" na noite de Natal. Diga-se de passagem que estavam cheínhos de razão: só à minha frente estava um serviço de café medonho de fugir, uma torradeira certamente supérflua, umas meias gigantes, umas luvas anãs e um conjunto de caixas e caixinhas completamente desprezadas num saco de plástico. O casal atrás de mim carregava um cobertor capaz de tirar o sono a qualquer mortal, quando o que precisava mesmo era de uma fritadeira e a tia Amélia nunca saberá o que estavam a dizer dela.

2 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Caríssima Vizinha,

Fui trocar uma gravata dada por uma familiar. Mas o que mais me magoou é que de todas as gravatas expostas aquela - a ofertada - era a mais feia...

Respeitosos cumprimentos,

5:17 da tarde  
Blogger Margarida Pereira said...

"Se Maomé não vai à montanha..."

'Maomé': - "Montanha?! Que montanha?! Onde? A que altitude deveria chegar? Como? Hã?! Há sherpas? Há?!..."

http://criativemo-nos.blogspot.com/2008/12/amizade-e-o-amor-no-se-conseguem_2572.html

:)

3:54 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker