quarta-feira, novembro 12

"O estojo"

Há que tempos não ouvia a expressão "esse estojo". Tinha a sua graça, esse atributo, uma espécie de gíria já algo datada, que significava "parvo" ou "tolo", verbalizado por quem teria alguma dificuldade em expressar em público um desagrado, fosse dirigido a homem ou mulher. "Esse grande estojo", pronunciava-se com enfado ou agastamento pelo comportamento de alguém que nos provocava irritação. Curiosamente, era uma expressão algo insultuosa mas que não deixava de ser educada. Hoje em dia, a gíria e o calão têm já fronteiras bastante ténues para muita gente, mas há muitos anos atrás, seria de certa forma indecoroso ir mais além do que "esse estojo". Na verdade, a expressão aplicava-se a inúmeros casos: alguém que se insinuava demasiado, hipocrisias dissimuladas, falta de humildade, ostentação, excesso de zelo, desprezo pelos outros, vaidade, soberba, entre outros mimos. Vendo as coisas a esta distância parece-me, contudo, que seria a expressão, dentro do reino dos quase-insultos, a que mais se adaptava a má língua de pastelaria, encontro de mercado ou conversa de rua. Era uma expressão mázinha, mas não excessivamente. Seria até bem aceite socialmente, como se diria hoje em dia, mas é preferível não a usar: ficariam a olhar para si. Tenho a certeza de que tem escolhas muito mais coloridas.

6 Comments:

Blogger Margarida Pereira said...

"má língua de pastelaria" é maravilhoso!!!!!

10:51 da manhã  
Blogger Mike said...

Nunca tal tinha ouvido, Miss Pearls. Também não sou muito amigo de pastelarias... ;D

10:14 da tarde  
Blogger Annette said...

Querida Beibe Grant,
Acredita que, já lá vão uns bons aninhos, estava eu na casa da minha sogra quanda a oiço referir-se já não sei bem a quem (talvez o homem do Talho, ou da Padaria)..."aquele estojo"...!!!
Fiquei sem jeito e sem saber o que lhe responder, pois não fazia a mais pequena ideia do que me falava.
Claro está, que me apercebi QUE não era nada de bom, devido à ira com que o pronúnciava inúmeras vezes, andando de um lado para o outro na cozinha.
Foi preciso o meu cunhado interromper para me explicar o queria dizer tal expressão.
Incrivel...
Mas, como também não sou muito de pastelarias é normal não ter nunca ouvido tal comentário! ;)

5:14 da tarde  
Blogger M Isabel G said...

AnNette
Acredito sim!! Até sou capaz de imaginar a cena
:)
Beijinhos sweeet friend

6:22 da tarde  
Blogger Gavião dos Mares said...

na minha adolescência(há muiiiiiiiitos anos) significava a very ugly girl

9:20 da tarde  
Anonymous ergela said...

Cara Isabel para mim a Bernard é a minha melhor amiga, que belo texto.
Aceite um beijo.

4:03 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker