quarta-feira, maio 7

Pague uma, leve duas ou mesmo três


Quem vai à feira dá (pouco dinheiro) e leva (alguma desilusão). Depois de lavadas e engomadas, as pechinchas compradas após uma trabalhosa escolha (encontrar, seleccionar, avaliar, re-avaliar) nem sempre as alegrias são as maiores. Sei de casos de malhas soltas em fantásticos casacos, cores arruinadas de roupa interior, botões desaparecidos em combate, tamanhos sobre avaliados, émes transformados em XXL, éles transformados em small e defeitos irrecuperáveis, mas nem sempre acontece o pior.
Claro que podem ocorrer coisas bizarras como confundir o nosso sapato esquerdo descalço com o sapato direito também descalço, semelhante ao da vizinha na banca de calçado (vulgo confusão), apesar das câmaras de video à nossa frente, conforme advertia alto e a bom som o vendedor precavido. Também não me apercebi de que alguém tenha enfiado roupa nos sacos sem pagar, desafiando os avisos dos comerciantes, nem sequer cheguei convencida de que o material era de qualidade superiores aos dos chineses, concorrência sempre presente nas técnicas de marketing dos feirantes.
No dia seguinte, constato com alegria que a planta de dois euros está radiosa, a pulseira continua impecável, a t-shirt facilmente pode ser alargada a ferro de engomar, a camisa tornou-se numa maravilhosa prenda a familiar com menos dez (??) quilos e os sapatos, após duas semanas na forma, ficam impecáveis.
Decididamente, a crise tornou-me uma optimista.

7 Comments:

Anonymous ergela said...

Mas olhe Isabel, já me aconteceu encontrar coisas muito boas, e sei de muita boa gente que faz um figuram com roupas de "marca".
Aceite um beijo carissíma.

8:28 da manhã  
Blogger MissPearls said...

Caro Ergela,

Coisas de qualidade e que assentem bem è uma questão de sorte, acho eu.
;)

7:54 da tarde  
Anonymous Mike said...

O meu pai adorava feiras, mas era mais de enchidos e caça :)...
Eu confesso que não gosto mesmo nada de feiras, não porque tenha algum peconceito, apenas porque às acho claustrofóbicas e não tenho paciência. E estou de acordo com a Miss Pearls: quem vai à feira dá pouco dinheiro e leva (quase sempre) alguma desilusão.

11:19 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Adoro enfeirar. A minha filha segue a mãe. Mas desta vez, Miss, o nosso Raid foi um êxito a nível de sapatos, mas a tunica L é agora XXXL. Mas só custou 3 aéreos.

Os fatos de banho foram - afinal foram um êxito - e custaram os dois , cinco euros. A Lacoste a dez euros, está que nem uma verdadeira. O crocodilo tem uma cauda um bocado torta, mas não faz mal.

Na verdade há sempre qq coisa gira para comprar. E na verdade, viemos as duas satisfeitas com as comprinhas e com a cafezada a seguir.

12:22 da manhã  
Blogger Grande jóia said...

Isabel, que inveja eu ainda não iniciei a temporada das feiras. Não tarda temos a sessão de substitutos das "nossas caixas", para já não falar nas meias e peúgas:)
Olhe que os conjuntinhos da boutique em frente à praia fizeram o inverno :)
Aproximam-se as festas do 13 de Junho "é a 5, escolha freguesa, escolha..."

8:33 da tarde  
Blogger Grande jóia said...

Mike, o seu pai devia ser divertido.Entre caças, restaurantes e jóias, venham os enchidos e escolha.

8:34 da tarde  
Blogger MissPearls said...

Grade joia:
Se vivessemos mais perto, não havia feira nem stock market que nos escapasse :)
Abraço
Isabel

7:11 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker