quinta-feira, agosto 26

Una palmera, dos palmeras, tres palmeras....

terça-feira, agosto 24

Again

Boa tarde.
Pode, por favor, levar-me ao próximo vulcão?

quinta-feira, agosto 19

Dias de férias

O dia esteve hoje enovoado, mas nada de especial nem sequer pretexto para retiradas estratégicas. As férias servem para mudar de ares, o que já bom. Aliás, também é simpático podermos olhar à nossa volta e ver mulheres de cabelos brancos sem temer o harakiri social, o que também não é nada mau.
Inevitavelmente, há coisas e pessoas que mudaram: mais rugas e menos rugas (não me lixem), barrigas por gosto ou desgosto, amigas com químicos desgraçados que fogem do sol, adolescentes mais asizadas e outras não, a água sempre fria, os bolos continuam bons e as pevides salgadas. É tudo o que se vê; não o que se sente.

quarta-feira, agosto 18

Escrita calórica

A propósito da tolinha lei do sal e de sermos bombardeados com tanta informação sobre alimentos prejudiciais à saúde, recordo hoje um programa que vi há dias numa televisão onde uma senhora dava inúmeros conselhos sobre alimentos bons (leia-se saudáveis) para levar à praia.
Assegurava ela que ninguém passa fome com as sugestões apresentadas e, a avaliar pelo conteúdo do farnel, as geleiras eram perfeitamente dispensáveis, cabendo tudo numa modesta embalagem tipo caixa de costura. Parece que aquele pitéu fazia as alegrias da pequenada e a cobiça dos progenitores, tudo encantado com a vida saudável num dia de praia.
Não me recordo de todas as sugestões, mas era mais ou menos na base do produto liofilizado, do tomate cherry, sementes tipo periquito, um ou outro fruto seco, e eis que toda a família lambia os beiços, satisfeita e de estômago cheio.
Nunca nego à partida uma ciência que desconheço, mas não estou a ver uma criança suplicar por um miolo de noz ou a minha geleira recheada de pacotes de banana liofilizada. Suponho que deste saboroso menú não faltaria a simpática saladinha ou a desejável frutinha, produtos que saem muito nesta altura do ano, sobretudo nas páginas das revistas.
Acredito que a senhora estará cheia de piedosas intenções, mas ao 2º dia de férias, a (minha) contabilidade calórica não é aconselhável. No entanto, é de comer e suspirar por mais.
(Já agora, tanta legislação e é levantar o olhos daqui de onde me encontro para deparar com enormes construções na falésia; em contrapartida, o bar dos gelados esteve fechado por falta de licença depois de terem sido pagas mil e uma taxas que mil e uma instituições receberam sem pestanejar).

domingo, agosto 15

quinta-feira, agosto 12

Um aniversário sob o signo do calor

O caro Jansenista recorda-se sempre do aniversário deste blog, um geronte blogoesférico com seis anos idade, e ainda com a mesma cara. Temo que um dia possa ser visto de cabelo pintado de vermelho no bingo de Blackpool.
Em bom rigor, e à semelhança de Amália que desconhecia o dia do seu aniversário (no tempo das cerejas), este blog tem data incerta, tipo festa móvel, mas dia 8 parece-me um bom dia para ser celebrado, de preferência de manhã cedo ainda pela fresca. Já são dois aniversários no mês quente de Agosto: este blog, nascido na cidade grande, e eu, numa pequena aldeia do interior, ambos sob o signo do calor.
Para celebrar este e outro aniversário do Combustões, uma linda fotografia de um lugar onde nunca estive, cheio de musas da Zona Sul em tempos de poesia e batucada.
Neste post de aniversário, uma prenda para mim antes de partir para mais vulcões (à chacun sa madeleine), o "Guia American Express", Rotas por Descobrir: França, Itália, Irlanda, Espanha...
Como diz (e bem) o Jansenista "Os grandes livros são os que fazem sonhar, não têm que ser os escritos por uma clique literária."

Pequenos vícios no velho écran

eXTReMe Tracker